Quem somos
Localize sua turma
Galeria de fotos
Cadastre-se
Associado Efetivo
Netmail
Seguro de vida
Recrutamento e seleção
Links interessantes
Fale conosco


Santiago Nazarian, 26 anos
Profissão: escritor.
Formação: publicidade na Faap.
Carreira: em um meio onde o reconhecimento costuma chegar bem depois dos 30 anos de idade, Santiago Nazarian é exceção à regra. Às vésperas de lançar o terceiro livro, o autor tem feito barulho com seus textos perturbadores repletos de narrativas pop e surreais. A estréia aconteceu no ano passado com Olívio, vencedor do I Prêmio Fundação Conrado Wessel de Literatura, que trazia no júri, entre outros, o escritor Carlos Heitor Cony e o crítico Daniel Piza. Havia mais de 100 inscritos, porém a saga do personagem-título por um universo underground chamou a atenção de todos. Depois disso, ele participou da bem-sucedida coletânea Parati para Mim, ao lado de outros dois jovens colegas. "Agradam-me em sua prosa o realismo esquizofrênico, o clima seco de baile de máscaras, a rotina ácida das identidades trocadas...", avalia o escritor e descobridor de talentos Nelson de Oliveira, autor de Geração 90: Manuscritos de Computador. Em março, Santiago lança A Morte sem Nome, no qual uma mulher comete suicídio de diferentes maneiras em cada capítulo. "Escrevo porque assim posso criar outros universos, ter outras vidas", afirma esse ex-barman, ex-professor de inglês e ex-artista de rua.
Feito: vencer o Prêmio Conrado Wessel diante de um júri renomado.
Receita de sucesso: "Escrever quanto puder e não ter pressa de publicar textos. Ler muito, mas não em excesso, para não correr o risco de virar um crítico literário de sua própria obra".

fonte: http://veja.abril.com.br/vejasp/240304/gente2.html#santiago

Antigos Alunos Faap © Copyright 1997-2014. Todos os direitos reservados.
Rua Alagoas, 903 Prédio 5 Sala 5110
Tel: (11) 3666-6361 
Gerenciamento